11 coisas que você deve saber de uma dieta saudável

Sempre houve e sempre haverá muita polêmica em torno da nutrição. As pessoas não conseguem pôr-se de acordo em quase nada, salvo em algumas exceções, que são as que mostraremos a seguir. Aqui, as regras alimentares que nenhum especialista discute, essas verdades universais em nutrição que atualmente ninguém põe em dúvida.

QUAIS SÃO AS VERDADES UNIVERSAIS QUANTO À NUTRIÇÃO?

Os açúcares são prejudiciais: a sacarose e xarope de milho de alta frutose são açúcares adicionados a alimentos processados e que são extremamente prejudiciais para o organismo. Grande parte dos consumidores não têm em conta e consomem até 32 quilos de açúcar por ano incorporada nas refeições elaboradas, em vez de escolher alimentos mais saudáveis.

Estes ingredientes são responsáveis por muitas doenças crônicas no Ocidente. Para evitar a excessiva adição de açúcares, é aconselhável ler os rótulos dos produtos e descartar aqueles que contenham grandes proporções de xarope de milho de alta frutose ou sacarose.

As gorduras trans são extremamente prejudiciais: todas as pessoas estão de acordo em que as gorduras trans não são saudáveis. Trata-Se de lipídios que têm sido quimicamente modificados para se parecer com que as gorduras saturadas em consistência e durabilidade, neste processo, os óleos são injetados com hidrogênio, o que provoca problemas de saúde. Entre eles, aumento do mau colesterol, diminuição do bom colesterol, acúmulo de gordura abdominal e resistência à insulina.

Diversas pesquisas médicas associam o alto consumo de gorduras trans com o desenvolvimento de deficiências cardíacas e diabetes tipo II. Encontram-Se principalmente em alimentos altamente processados e óleos refinados, mesmo os de origem vegetal, como o óleo de canola ou soja. Para cuidar de consumir muitas gorduras trans, leia os rótulos das embalagens e evite os produtos com a palavra “hidrogenado”.

Os alimentos integrais são melhores que os processados: você deve tentar incorporar comida “real” (que inclua todos os nutrientes e fibras originais de seu estado natural), em vez de produtos altamente processados, cheios de ingredientes refinados e produtos químicos artificiais. Estes costumam incluir elementos poucos saudáveis, como açúcar, óleo hidrogenado e carboidratos refinados. Ao mesmo tempo, são pobres em nutrientes.

A maior parte dos consumidores não reflete sobre o que a indústria tenta nos tornar viciados em algum tipo de alimentos. Os produtos são manipulados para intervir determinados mecanismos cerebrais encarregados de nos dar a sensação de saciedade. Por isso, as pessoas que baseiam sua dieta em alimentos processados tendem a comer muito mais do que seu organismo necessita.

Por outro lado, alguns estudos mostram que o metabolismo queima menos de 50% das calorias provenientes de alimentos processados, em comparação com as que vêm de refeições completas. Assim, aqueles que ingerem mais comida elaborada queimam menos calorias ao longo do dia.

É fundamental incluir ácidos gordos essenciais Omega 3: o corpo humano não consegue produzir naturalmente ácidos Ômega 3 e 6. São nutrientes que desempenham um papel muito importante nas funções do organismo.

Por sua parte, o Omega 3 constitui moléculas estruturais das membranas celulares, especialmente do cérebro.Assim, é um nutriente fundamental para a saúde neurológica: melhora a inteligência, baixa o risco de sofrer de demência e reduz a depressão.

Também são indispensáveis para a desinflamação, a coagulação do sangue e o sistema imunológico. Atualmente, a dieta da maioria das pessoas é pobre em Ômega 3 e rica em Omega 6. Para incorporar o nutriente, recomendamos consumir sementes de linhaça e chia, peixes gordurosos, óleo de peixes e carnes de animais alimentados com pastagens.

Os suplementos alimentares não compensam as ingestões pobres: os alimentos integrais fornecem uma grande quantidade de nutrientes benéficos para o organismo, muitos dos quais não são encontrados em comprimidos ou suplementos.

Para garantir uma boa nutrição deve levar a uma dieta saudável, integral e equilibrada: isto é o mais importante.

chá-verdeO chá verde é uma excelente bebida: rico em antioxidantes, inclui componentes que ativam o metabolismo para queimar mais gordura corporal, diminui o risco de câncer e diabetes, contém antioxidantes que melhoram a concentração e a função cerebral. Este ingrediente natural tem sido muito estudado em diversas pesquisas, e cada uma delas mostra novos benefícios para a saúde.

O óleo de oliva é super saudável: é uma gordura boa, por excelência. Para as populações mais saudáveis do mundo é um ingrediente prioritário em suas dietas. Você deve escolher azeite de oliva extra-virgem de uma marca confiável, que não esteja misturado com óleos mais baratos ou seja refinado. Assim, obterá os ácidos graxos essenciais e antioxidantes essenciais para o seu organismo. Mantém saudável o metabolismo e previne doenças do coração.

É preciso reduzir a ingestão de carboidratos refinados: além das dietas extremas que proíbem os hidratos de carbono, o certo é que existem fontes de carboidratos saudáveis, muito melhores do que os que incluem os alimentos altamente processados. Os grãos refinados passam por um processo durante o qual se lhes tira o sistemas de manejo da pastagem e dos bacilos, que são as que contêm a maior parte de nutrientes e fibras.

A fibra é essencial para manter baixos os níveis de açúcar no sangue, cujos picos são causados por hidratos de carbono. Quando aumenta a proporção de glicose, o corpo produz insulina, o que faz com que sintamos vontade de continuar comendo. Por esta razão, os carboidratos refinados levam a compulsão, levando à obesidade.

Os legumes são saudáveis: são ricas em fibras, vitaminas, minerais, antioxidantes e outros nutrientes. Comer abundantes vegetais reduz o risco de várias doenças crônicas e ajuda a perder peso, porque os vegetais proporcionam sensação de saciedade somando poucas calorias. São um aliado para manter altos os níveis de energia e saúde em geral.

Para estar saudável não adianta só comer bem: a nutrição não é o único aspecto a ter em conta em um estilo de vida saudável. Para evitar doenças e ter uma vida longa e plena, é importante fazer atividade física, dormir o suficiente e evitar o stress.

A melhor dieta é aquela que você possa manter a longo prazo: existe uma grande quantidade de regimes nutricionais, você deve encontrar o plano alimentar adequado para você. O mais indicado é aquele com o qual você se sinta confortável e que consiga manter, durante toda a sua vida.