Talvez você já tenho ouvido falar a respeito da Sertralina, e os boatos são poderosos a respeito deste medicamento!

Possivelmente ouvi falar que a Sertralina emagrece rápido e sem fazer muito esforço. Toda hora surgem novas fórmulas mágicas e promessas milagrosas sobre a indústria da Saude e do emagrecimento.sertralina remédio para emagrecer

Sertralina Emgrece? Confira seus efeitos e contra indicações

Antes de falarmos sobre seus efeitos, primeiramente precisamos saber que a Sertralina é uma medicam emento tarja preta, ele só é vendido sobre prescrição médica, então é fácil imaginar que seus efeitos no organismo sejam mesmo bem fortes.

A Sertalina é usada com antidepressivo e atua no organismo aumentando a produção de serotonina, a Sertralina é também usada no combate a alguns distúrbios psicológicos como Transtorno Obsessivo Compulsivo, depressão, ansiedade, fobia social, estresse pós traumático, TPM e a Síndrome do Pânico.

Sertralina faz emagrecer?

Apesar da Sertralina ser usada nestes tipos específicos de tratamento, a Sertralina tem sido amplamente utilizada por muitos com objetivo de perda de peso.

Então você deve estar imaginando por que ela tem sido usada para emagrecer. A grande desculpa de seus usuários é que a Sertralina teria o poder de reduzir a ansiedade e dando maior conforto no apetite, fazendo com que o individuo coma em menor quantidade.

Um dos maiores problemas de quem quer emagrecer é controlar a fome, quem tem problemas com o peso normalmente luta contra a fome, e acaba comendo compulsivamente. A Sertralina vem apresentando efeitos nesse sentido, reduzindo o apetite e controlando a vontade de comer compulsivamente.

Efeitos colaterais

  • Sistema Nervoso Autônomo: boca seca e aumento da sudorese.
  • Sistema Nervoso Central e Periférico: tontura e tremor.
  • Gastrintestinal: diarreia/fezes amolecidas, dispepsia e náusea.
  • Psiquiátrico: anorexia, insônia e sonolência.
  • Reprodutivo: disfunção sexual (principalmente retardo na ejaculação).

O perfil de efeito adverso normalmente observado em estudos duplo-cego, placebo-controlado em pacientes com Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e Transtorno do Pânico, Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT) e Fobia Social foi semelhante ao observado em experiências clínicas em pacientes com depressão.

Dados do período pós-comercialização

Relatos espontâneos de eventos adversos em pacientes sendo tratados com Sertralina recebidos desde a introdução do medicamento no mercado. Estes relatos incluem:

Sistema Nervoso Autônomo: midríase e priapismo.

Geral: reação alérgica, alergia, reação anafilactoide, astenia, fadiga, febre, rubor, mal-estar, diminuição de peso e aumento de peso.

Cardiovascular: dor torácica, edema periférico, hipertensão, palpitações, edema periorbital, síncope e taquicardia.

Sistema Nervoso Central e Periférico: coma, convulsões, dor de cabeça, enxaqueca, distúrbios motores (incluindo sintomas extrapiramidais tais como, hipercinesia, hipertonia, ranger de dentes e distúrbios da marcha), contrações musculares involuntárias, parestesia e hipoestesia.

Também foram relatados sinais e sintomas associados à síndrome de serotonina: em alguns casos associados com o uso concomitante de fármacos serotoninérgicos incluindo, agitação, confusão, sudorese, diarreia, febre, hipertensão, rigidez e taquicardia.

Endócrino: galactorreia, ginecomastia, hiperprolactinemia e hipotireoidismo, síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético (ADH).

Gastrintestinal: dor abdominal, aumento do apetite, constipação, pancreatite e vômito.

Audição/Vestibular: tinido.

Hematopoiético: função plaquetária alterada, distúrbios hemorrágicos (tais como epistaxe, hemorragia gástrica e hematúria), leucopenia, púrpura e trombocitopenia.

Alterações laboratoriais: resultados clínicos laboratoriais anormais.

Hepático/Biliar: eventos hepáticos graves (incluindo hepatite, icterícia e disfunção hepática) e elevações assintomáticas das transaminases hepáticas (TGO e TGP).

Metabólico/Nutricional: hiponatremia e aumento do colesterol sérico.

Músculo-esquelético: artralgia.

Psiquiátrico: agitação, reações agressivas, ansiedade, sintomas de depressão, euforia, alucinações, diminuição da libido feminina e masculina, paroníria, psicose e bocejo.

Reprodutivo: irregularidades menstruais.

Respiratório: broncoespasmo.

Pele: alopecia, angioedema, reação de foto sensibilidade na pele, prurido, rash (incluindo casos raros de graves distúrbios esfoliativos da pele, por exemplo, síndrome de Stevens-Johnson e necrose epidérmica) e urticária.

Urinário: edema facial, incontinência e retenção urinária.

Visão: visão normal.

sertralina uma medicamento que inibe o apetiteOutros: foram relatados sintomas seguidos da descontinuação do uso da Sertralina, e incluem agitação, ansiedade, tontura, dor de cabeça, náusea e parestesia.

Como você pode notar a lista de contra indicações da Sertralina é bem grande, e se você ainda está pensando em tomar esse medicamento, eu aconselho fortemente a não fazer isso!

A superdosagem de Sertralina possui graves resultados, podendo levar o individuo a morte, se houver uma superdosagem aconselha-se provocar o Vômito e dirigir-se rapidamente para um Hospital.