Veja-como-as-drogas-fazem-você-engordarVeja como as drogas fazem você engordar

Muitos medicamentos que os médicos prescrevem para o tratamento de diferentes doenças podem gerar aumento de peso por diferentes fatores. Por exemplo, alguns medicamentos fazem aumentar o apetite, dão inchaço ou fazem diminuir o ritmo do metabolismo.

Neste artigo te contaremos quais são os medicamentos típicos que podem gerar este tipo de problemas e que você pode fazer em cada um dos casos.

ESTERÓIDES

Os esteróides servem para tratar problemas como alergias, asma e artrite reumatóide. Estes fazem as vezes de hormônios que regulam o sistema imunológico e o metabolismo, de forma que reduzem a inflamação porque suprimem o sistema imunitário.

No entanto, muita quantidade de esteróides pode levar a que estes façam as vezes do hormônio cortisol, que é o hormônio que é gerado quando estamos estressados.

O problema com esta hormona é que o sentimento de estresse se traduz no corpo como que se vem uma situação em que precisamos de muita energia, e se redistribui a gordura ao redor da área abdominal para poder acessá-lo rapidamente quando necessário.

O corpo é inerentemente sábio menos neste aspecto.

Além disso, os esteróides fazem com que se distribua mais açúcar pelo sangue, o que resulta em mais gordura acumulada e retenção de líquidos.

Também aumenta o apetite. Por tudo isso, os médicos devem ser muito cuidadosos e explicar aos pacientes os efeitos colaterais de tomar drogas esteróides.

Por sua vez, tu e a paciente deve estar atento e conhecer os componentes dos medicamentos que se prescrito pelo médico e tomar as ações necessárias para evitar um ganho de peso repentino.

Se você deve tomar medicamentos com esteróides e não pode ser substituído por outro que não tenha esteróides, mas que cumpra as mesmas funções, deve aumentar a quantidade de exercício que você faz e diminuir a quantidade de comida que consumimos ou controlar as porções.

Outra opção para que isso não ocorra é conversar com seu médico para que lhe permita tomar esteróides em dias alternativos, em vez de ter que tomar diariamente. Se tiver problemas menores, como uma alergia, pergunte ao seu médico se você pode tomar outra droga.

MEDICAMENTOS PARA A DIABETES

Muitas das drogas que controlam a diabetes têm componentes que estimulam o corpo a produzir mais insulina, com o fim de diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Isto está certo, pois é precisamente a deficiência que têm as pessoas com diabetes, mas o que acontece às vezes é que o medicamento faz com que os níveis de açúcar caem muito, o que gera fome no indivíduo, fazendo com que comam mais.

Outro componente dos medicamentos para a diabetes é que, ao fazer o corpo mais sensível à insulina, há, ao mesmo tempo, que se retenha mais sal do que, normalmente, durante as gravações, o que leva, por sua vez, inchaço e aumento de peso.

Se você tem que tomar comprimidos para a diabetes, recomendamos que você tente baixar de peso através de comer em pequenas porções, e a fazer exercício, pelo menos, 30 minutos por dia.

Agora, se você tem uma doença ou uma condição que te impede de fazer exercício, converse com seu médico para ver que tipo de atividades você pode fazer.

TRATAMENTOS PARA ALERGIAS

Muitos dos medicamentos que você pode comprar em farmácias sem prescrição contêm componentes que bloqueiam os receptores do cérebro que geram os produtos químicos que desencadeiam as reações alérgicas do corpo.

O problema é que esses mesmos receptores são os que administram o apetite que sente o organismo fazendo com que se sinta mais fome.

Também faz com que os pacientes tenham mais sonho e estejam mais adormecidos. Embora não seja tão grave como com os medicamentos para a diabetes, se existe um risco de aumentar de peso tomando comprimidos para as alergias, especialmente se tomados a longo prazo.

MEDICAMENTOS PARA A PRESSÃO ALTA

Os medicamentos para a pressão alta são bloqueadores do sistema nervoso que podem tratar pressão sanguínea elevada, ansiedade e palpitações, e que o que fazem é reduzir o nível de adrenalina que ocorre no corpo.

O que fazem estes medicamentos é baixar a pressão sanguínea e baixar a atividade do coração e o metabolismo. Isso faz com que os pacientes se sentem cansados e aletargados.

Este tipo de medicamento não abrem o apetite nem fazem aumentar de peso ou a quantidade de gordura que se acumula no corpo. No entanto, podem tornar difícil perder peso, uma vez que limitam o quão rápido você pode palpitar o coração e que tanto se pode estar ativo.

O que se pode fazer nesses casos é passar um medicamento para qualquer um destes sofrimentos que não gere descidas de ritmo cardíaco abruptas.

DROGAS QUE CONTÊM PAROXETINA

Drogas como o paxil e outros ansiolíticos e antidepressivos contenham o químico paroxetina, o que gera aumento de peso, dado que faz abrir o apetite.

Se você tem que tomar drogas como o Paxil eu recomendo que fale com o seu médico para tomar outro medicamento contra a depressão que seja não tenha o efeito de aumento de peso, como o Prozac ou o Zoloft.

DEPAKOTE (ÁCIDO DALPRÓICO) E LÍTIO

O depakote é um medicamento usado para tratar doenças como o bipolarismo, os ataques de epilepsia e, na prevenção das enxaquecas.

O problema com o depakote é que contém ácido dalpróico o que afeta as proteínas envolvidas com o apetite e o metabolismo, o que faz aumentar de peso. O que não fica claro é porque afeta mais as mulheres do que os homens.

O lítio, droga que também é usado para o transtorno bipolar, também faz aumentar de peso, mas o faz em menor escala do que o depakote.