Ritnoplastia perda de visão

A Diabetes é uma ameaça para a visão dos Brasileiros

No México, cada vez mais, os pacientes que têm problemas de visão ou que perderam a visão devido a um mau controle do Diabetes. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, cerca de 20% da população recém-diagnosticados com Diabetes tipo 2 já apresenta retinopatia diabética, distúrbio de visão que, ao cabo de 15 anos com Diabetes provoca cegueira em 2% dos pacientes e sérios danos visuais em 10% das pessoas com a doença, manifesta-se o Dr. Yudy Marín Alanoca, membro da Sociedade brasileira de médicos Oftalmologistas Militares.

Estes números podem dobrar considerando que no nosso país já existem 8 milhões de pessoas com Diabetes, de acordo com dados da Secretaria de Saúde. No âmbito do Dia Mundial da Visão em que se comemora o dia 14 de outubro, o oftalmologista ressalta que o desconhecimento sobre o impacto do Diabetes na saúde ocular representa um perigo para os pacientes, uma vez que pode afetar a qualidade de visão e favorecer o desenvolvimento de retinopatia diabética e outros problemas como glaucoma, catarata e degeneração macular relacionada com a idade.

“Os altos níveis de glicose no sangue produto de Diabetes, fazem com que o olho seja mais vulnerável ao dano associado à exposição à radiação UV solar, além de apresentar uma função deficiente visual para o desenvolvimento de deficiência como a perda do contraste, anomalias da visão da cor, defeitos do campo visual e problemas de adaptação à escuridão, mesmo durante as fases clinicamente silenciosas da doença”, garante.

Pela sua parte o médico Dr. Rafael Afonso Bueno Garcia, oftalmologista retinólogo, chefe do Serviço de Retina do Hospital Geral “Dr. Manuel Gea Gonzalez”, menciona que as doenças oculares associadas à Diabetes estão entre as principais causas de deficiência visual e cegueira em todo o mundo, destacando-se a retinopatia diabética, doença que afeta cerca de 40% dos pacientes com esta doença.

Retinopatia diabética é silenciosa, em suas fases intermediárias e avançadas costuma apresentar sintomas como visão desfocada, percepção de partículas flutuantes, sombras ou manchas visuais, assim como a dificuldade para ver de noite, o que indica um dano significativo na qualidade visual, expressa o especialista em retina.

“Razão pela qual é imprescindível a detecção oportuna dos pacientes com Diabetes e familiares através da revisão anual de sua visão, através de exames de fundo de olho, medida de pressão ocular e acuidade visual, estado da mácula e doenças de retina”, aconselha o doutor Bueno Garcia, também médico adjunto do serviço de Retina e da Associação Para Evitar a Cegueira no México, o Hospital “Dr. Luis Sánchez Bulnes”.

Somado a isso, acrescenta Carlos Ayala um porta-voz da Federação Mexicana de Diabetes A.C., o cuidado integral do paciente com Diabetes através de um controle adequado do índice de glicose no sangue, hábitos de vida saudáveis, avaliações médicas regulares, bem como a prevenção e a atenção de complicações, podem evitar ou minimizar as sequelas da doença na visão, bem como em outros órgãos e sistemas.

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (FID), atualmente a Diabetes afeta 300 milhões de pessoas em todo o mundo, situação que obriga a redobrar seus esforços em favor da educação para a prevenção, o diagnóstico precoce e a atenção integral deste grave problema de saúde pública.