Cuide-dos-seus-pés-de-DiabetesCuide dos seus pés de Diabetes

A complicação mais comum do Diabetes é a neuropatia, uma lesão nos nervos periféricos, que pode causar falta de sensibilidade e atrofia dos músculos das pernas. Os problemas vasculares e sanguíneos contribuem para que o sangue e o oxigênio que chegam nos pés é menor, favorecendo o aparecimento de edemas, inchaço, feridas, lastimaduras, feridas, úlceras de pele, etc.

Estes problemas afetam particularmente os pés, e por ser uma área a que poucas vezes se lhe presta atenção, uma ferida pequenas pode desencadear problemas bastante sérios que podem terminar em amputação.

Por isso é que você deve ter um cuidado especial com os pés, já que são muito frequentes as infecções, úlceras, as unhas enterradas, etc., que demoram a curar ou não curar corretamente e acabam gangrenando.

Os cuidados básicos que você deve ter são:cuidados básicos com pés diabéticos

  • Verificar diariamente os seus pés, prestando uma atenção especial à planta e entre os dedos. O que você deve procurar são pequenas feridas, lesões, bolhas, etc., Se te for difícil revê-los, ajuda-se com um espelho para observar zonas em que a vista não chega ou pede a um familiar que te ajude.
  • Consultar seu Médico se você encontrar alguma alteração. Por exemplo, se descobrir uma infecção, não tente automedicar-se, melhor recorrer a um Médico.
  • Lave seus pés diariamente, com água morna para evitar queimaduras no pé. Use sabão neutro.
  • Secar bem os pés com uma toalha fazendo suaves toques com a mesma, se esfregar e tendo especial cuidado de secar entre os dedos, pois a umidade nessas áreas favorecem as infecções.
  • Mergulhe os pés em água morna (não mais de 10 minutos) antes de cortar as unhas para que se abrande, cortá-los de maneira reta (quadradas), para evitar que se encarnem e lesões cuidando sempre de não ferir os dedos.
  • Usar creme hidratante ou óleo de amêndoas doces, para manter hidratada a pele de seus pés.
  • Não usar desinfetantes em seus pés, porque podem produzir lastimaduras ou queimá-los.
  • Ir para o Podólogo de forma regular e não tentar remover calosidades e calos.
  • Usar meias sem costuras e materiais que permitam a transpiração.
  • Usar sempre sapatos com meias. E evitar o calçado que deixa o pé à intempéries (sandálias, sandálias, etc).
  • Usar sapatos flexíveis e confortáveis, que não aperta os dedos (não de ponta fina), que não tenham costuras internas que possam danificar os dedos.
  • Evitar andar descalço.
  • Não cruzar as pernas ao sentar-se ou ficar parado muito tempo na mesma posição.
  • Não fumar, pois isso danifica mais os vasos sanguíneos.
  • Ir regularmente às consultas médicas periódicas, a fim de constatar o estado dos pés.

Leia também:

Liraglutida: nova ajuda contra a Diabetes 2

O significado da Diabetes

Câncer de pulmão e Diabetes qual a relação entre eles?