fluxo-sanguineo

Digitalização do fluxo sanguíneo nas extremidades

A hipoperfusão é uma condição médica que afeta o fluxo sanguíneo no corpo das pessoas, e que é especialmente arriscada em que apresentam Diabetes. A falta de fluxo sanguíneo nas extremidades há que feridas e ulceras não sejam detectadas a tempo, todas e possam terminar com amputação de membros.

Diante disso, médicos mexicanos do Centro de Inovação Aplicado a Tecnologias Competitivas estão desenvolvendo um tratamento não invasivo (sem picadas ou incisões na pele) detectar eficazmente a existência do fluxo sanguíneo para os membros inferiores.

O projeto utiliza diferentes comprimentos de onda do laser para refletir as células do sangue da pessoa e, com isso, saber se há ou não um fluxo de sangue.

Além disso, pretende-se, também, gerar uma imagem com a informação obtida através da digitalização, com o fim de avaliar com maior precisão os níveis de úlceras e o estado de fluxo sanguíneo na área.

Uma vez desenvolvido o protótipo, acondicionará o modelo para sua aprovação e comercialização.

Embora idealizado originalmente para prevenir complicações em pessoas com Diabetes, procura-se que o aparelho seja usado também para o tratamento de outras doenças relacionadas com a hipoperfusão, já que o procedimento atual de detecção de fluxo sanguíneo, não é barato, e por isso, muitas vezes é economicamente inacessível .