Feridas na boca, causas e tratamentos
Muita gente nem imagina, mas feridas que se desenvolvem na boca e outras irritações são até relativamente comuns, mas podem significar muitos problemas, sem falar, que podem ser uma verdadeira fonte de desconforto. Embora, a maioria dessas feridas na boca cicatriza sozinha, no prazo de uma ou duas semanas, algumas podem ser mais sérias e exigir uma visita ao dentista.

Como já foi dito, uma ferida na boca é o principal sintoma de várias doenças que tanto podem ser simples e não significar nada mais grave, como podem ser sintomas de graves doenças.

Então, tudo depende do tipo de lesão bucal, já sabendo que muitas delas podem ser somente uma resposta do organismo a pequenas infecções devido ao sistema imunológico deficiente.

Se você quer tirar suas dúvidas sobre feridas na boca, veja logo abaixo informações importantes sobre o assunto.

Feridas na boca o que poderia ser?

Feridas na boca o que poderia ser
Como já foi dito, uma ferida na boca pode significar uma série de distúrbios, desde mais comuns, até mais complexos. Como Aftas, Herpes Labial, Candidíase ou Feridas na Gengiva.

Ferida que não cicatriza

Mas, atenção, caso você perceba que a ferida ou irritação dentro ou ao redor da boca não esteja cicatrizando dentro do período de duas semanas, nesse caso, vale procurar o médico para que ele possa examinar a lesão ou prescrever uma medicação para tratar a ferida, ou mesmo, apenas para ajudá-lo a controlar o desconforto causado pela irritação.

Feridas na boca que custam a cicatrizar podem ser sinal de herpes, então, nesse caso, o tratamento deverá ser prescrito por um profissional, não servindo os caseiros, a base de bicarbonato de sódio.

Aftas

Aftas

As aftas são caracterizadas por uma ou mais feridas na boca, em forma de bolhas brancas, que podem ficar localizadas na parte interna: gengiva, língua ou céu da boca. Geralmente, a causa é desconhecida, mas trauma aos tecidos moles é uma causa bem comum.

Embora, a princípio, as aftas possam até parecer inofensivas e facilmente curadas, se elas acontecerem com muita frequência, nesse caso, pode ser um sinal de refluxo ou alimentação errada.

Entretanto, são doloridas, para aftas simples, geralmente, o tratamento é a base de anestésicos tópicos de venda livre e enxaguatórios bucais antimicrobianos, que podem promover alívio temporário, ou mesmo, feito com  bicarbonato de sódio.

E atenção, durante a enfermidade, procure evitar alimentos condimentados, salgados ou ácidos, como frutas cítricas ou sucos, que podem irritar as aftas.

Herpes Labial

Herpes Labial
Sem dúvida, o herpes labial é o tipo mais complicado de ferida na boca, uma doença viral que se manifesta na forma de aglomerados de bolhas vermelhas no lado de fora da boca – tipicamente ao redor dos lábios – embora possam se desenvolver sob o nariz, ao redor do queixo, ou em outras partes do corpo, até mesmo, internas.

A principal causa do herpes labial é mesmo as relações sexuais desprotegidas ou, ainda, o compartilhamento de sangue com pessoas contaminadas.

O herpes labial, também, é mais comum aparecer no inverno, devido ao enfraquecimento do sistema imunológico.

O pior é que o herpes é uma doença que pode ser silenciosa, ou seja, nem sempre é percebida, só que, se não tratada, pode gerar consequências graves.

Para saber se a sua ferida na boca é um tipo de herpes labial, confira aqui os sintomas específicos da doença.

Em caso do herpes labial, é bom saber que a ferida nem sempre cicatriza apenas com os tradicionais remédios caseiros, é preciso apostar em um tratamento natural mais específico.

É possível, também, ao invés de uma lesão, propriamente dita, aparecerem pequenas bolhas nos lábios, então, isso pode significar que esteja no começo do herpes. Nesse caso, o tratamento correto poderá fazer com que a doença desapareça em poucos dias, sem progredir para uma coisa mais séria, uma ferida pior.

candidiaseCandidíase

A candidíase, mais conhecida como sapinho, é uma doença fúngica muito parecida com uma afta, porém, com proporções maiores.

A candidíase pode ser branca e lisa, com entorno amarelado e a base vermelha, pode causar dor e, às vezes, uma certa coceira e até sangrar.

Por ser causada por um fungo, geralmente, a candidíase costuma  se desenvolver quando o sistema imunológico está enfraquecido.

Pessoas debilitadas, muito idosas ou muito jovens, ou com doenças sistêmicas, como diabetes, estão mais sujeitas a desenvolver candidíase bucal.

Pouca higienização, beijos na boca, uso de dentaduras são as maiores causas do problema, isso porque a falta de higienização adequada, torna propício a infecção por bactérias.

Medicações como esteroides, antibióticos ou terapias contra o câncer podem aumentar o risco de desenvolver a candidíase.

Como a candidíase é comum entre usuários de próteses, é preciso caprichar na limpeza diariamente, e a remoção das próteses durante a noite permite que os tecidos que a sustentam se regenerem.

Por isso, é importante conversar com seu dentista, sempre e, principalmente, caso desenvolva a candidíase. O dentista pode orientar sobre o tratamento, que pode incluir o uso de medicações antifúngicas.

Ferida na Gengiva

Ferida na Gengiva
Muitas vezes, a ferida na boca pode estar localizada na gengiva e não parecer em nada com uma afta, então, nesse caso, pode ser que o problema seja gengivite, um problema, também, muito comum.

Gengivite nada mais é que uma inflamação da gengiva, o estágio inicial da doença da gengiva e a mais fácil de ser tratada. A causa direta da doença é a placa, uma película de bactérias que se forma nos dentes e na gengiva.

Então, se essa placa não for removida pela escovação ou fio dental, ela irá produzir toxinas (ácidos) que irritam a mucosa da gengiva causando, então, a gengivite.

Portanto, gengivite é uma doença que inflama a gengiva e a deixa sensível principalmente à escovação.

Os sintomas mais clássicos da gengivite são gengiva vermelha, inchada e sensível, que pode sangrar durante a escovação.

Bons hábitos como caprichar na escovação, usar fio dental todos os dias são as principais prevenções, justamente, para evitar que apareçam pequenas cáries no entorno dos dentes por conta do alimento que ficou parado na região.

A melhor forma de combater o problema é a prevenção, pois, após seu surgimento, para tratar corretamente, será preciso procurar um dentista.
Causas e tratamentos

Enfim, para poder tratar corretamente uma lesão bucal simples, é possível recorrer a remédios caseiros, mas, caso seja de difícil cicatrização, então, nesse caso, será preciso procurar um médico.

Atenção, feridas que não saram podem ser sinais de infecção mais séria, de hepatite, por exemplo, que exige um tratamento mais específico. Portanto, capriche na higienização e fique sempre atento.