novo tratamento para a Diabetes (linagliptina)Chega ao Brasil um novo tratamento para a Diabetes (linagliptina)

Os Brasileiros com Diabetes tipo 2 podem contar, a partir de 2011, com um novo fármaco para o controle de sua glicose. O fármaco chamado linagliptina é um inibidor da DPP-4 (enzima que bloqueia as chamadas hormônios incretinas, encarregadas de estimular a produção e síntese de insulina no pâncreas) capaz de propiciar que as incretinas continuem a trabalhar e em forma “inteligente” mantenham os níveis de glicose dentro dos parâmetros normais.

Dados de vários estudos clínicos apresentados em congressos internacionais têm confirmado a sua segurança e eficácia da linagliptina, além de demonstrar que a droga pode alcançar reduções significativas e sustentada dos níveis de açúcar no sangue sem a necessidade de ajustar a dose.

“Algo importante que deve ser ressaltado é que a linagliptina (Trayenta) não tem interação com outros medicamentos que são utilizados em pacientes com Diabetes, por exemplo, medicamentos para baixar o colesterol ou aqueles empregados no controle da hipertensão arterial, além disso, não causa aumento de peso e pode ser usado em pacientes com insuficiência renal”, explicou o Doutor Juan Díaz Salazar, Médico Internista, Endocrinólogo e Gerente Médico do laboratório que produz o medicamento (Boehringer Ingelheim Brasil).

Este medicamento oferece a oportunidade de levar um tratamento combinado, quando o paciente assim o exija. Tal será o caso das pessoas diagnosticadas há mais de cinco anos, devido a que produz menos insulina, e por isso a metformina será uma aliada da linagliptina.

Díaz Salazar sublinhou que este medicamento é um passo importante no tratamento da Diabetes, já que a maioria dos medicamentos que são utilizados requerem que o paciente tome antes de ter comido, tanto com a linagliptina este não será um problema”.

Atualmente, a linagliptina foi submetida perante as autoridades regulatórias correspondentes para que o fármaco esteja disponível em todo o mundo, e espera-se que no Brasil se encontre no mercado a partir deste ano.

Se bem que este medicamento vai trazer um grande avanço no tratamento da Diabetes, é importante ressaltar que as pessoas que vivem com Diabetes devem ter um cuidado integral com uma dieta adequada, a um regime de exercício ou atividade física de 30 minutos por dia e a toma de medicamentos, tal como o indica o seu Médico.