estilo-de-vida-pouco-saudável

Os Brasileiros temos um estilo de vida pouco saudável

Bupa, uma empresa líder internacional em seguros e cuidados de saúde, apresentou os resultados do estudo internacional Bupa Health Pulse. Esse trabalho revela que a maioria da população Brasileira leva um estilo de vida pouco saudável, apesar do medo das doenças crônicas.

Foi convidado a responder o questionário a mais de 12 mil pessoas a respeito de suas atitudes e percepções com relação às doenças crônicas. Os resultados revelaram que mais de um terço dos Brasileiros (33%) está preocupado por ter câncer, enquanto que um em cada dez está mais preocupado com doenças cardíacas (12%) e Diabetes (14 %).

“Os resultados mostram que os entrevistados não adotam estilos de vida saudáveis, no entanto, as doenças crônicas são as que mais prevalentes entre a população em geral”, disse o Dr. Eddie Sollie, Diretor Médico da Bupa America Latina e o Caribe. “Essas doenças podem prevenir e sabemos que o exercício e uma dieta equilibrada são eficazes para reduzir o risco de contrair doenças crônicas”.

Outros resultados revelam que:

  • Mais da metade (53%) dos Brasileiros admite que só faz exercício uma hora por semana ou menos.
  • Três de cada quatro Brasileiros (73%) toma bebidas alcoólicas.
  • Um terço (34%) da população aposentada fuma. Este número é maior do que a média internacional de 71% que bebe e de 29% que fuma.

JunkfoodEmbora este estilo de vida pouco saudável pode sugerir que os entrevistados não se interessam pela sua saúde, mais de nove em cada dez (93%) dizem que estão preocupados com a possibilidade de contrair uma doença crônica.

Outro relatório da Bupa, que realizou a London School of Economics (LSE), revela a magnitude e o impacto das doenças crônicas na sociedade. Entre outras conclusões, destaca-se que, apesar de os Brasileiros estão mais preocupados com o câncer, males cardiovasculares são a principal causa de morte.

“As doenças crônicas são a principal causa de morte e de incapacidade a nível mundial, o que representa 60% de todas as mortes no Brasil”, acrescentou Julien Forder, pesquisador sênior do LSE.

O estudo Bupa Health Pulse também mostrou que quase um terço (30%), das doenças cardiovasculares e mais de um quarto (27%) de Diabetes poderiam ser evitadas se as pessoas incorporarão o exercício em sua rotina diária.

Quando se pediu aos entrevistados que dissessem qual era o seu maior obstáculo para a adoção de um estilo de vida saudável, um terço disse que era a falta de tempo (33%), enquanto que quase um quarto (23%) disse que se devia aos custos que isso implicava.

Por que os Brasileiros têm um estilo de vida pouco saudável?

Quando lhes perguntaram o porque não faziam nada para cuidar de sua saúde, os Brasileiros responderam:

  • Menos de dois terços dos Brasileiros (64%) acreditam que a obesidade é o maior problema de saúde no Brasil, em termos de número de pessoas afetadas.
  • Uma quarta parte não se pratica um exame para avaliar o seu risco de contrair uma doença crônica.
  • A metade deles afirma que se deve ao alto custo que isso implica.
  • 23% se preocupa acima de tudo, por não poder pagar o melhor tratamento possível, no caso de contrair uma doença crônica.
  • Quase um quarto (23%) acredita que morrerá por causa da velhice.

Leia também:

Universitários: população em risco de saúde.

Veja Por que As Dietas Baixas Em Gordura São Perigosas Para A Saúde

Os Benefícios do Chocolate para a Saúde

Esperança para o pé diabético