Hidratos-de-Carbono-das-DietasPor que NÃO se devem excluir os Hidratos de Carbono das Dietas

Certamente ouviu muitas vezes que, para emagrecer, é necessário suprimir o pão, as massas, o arroz ou a batata da dieta. São muitos os detractares dos hidratos de carbono, mas a realidade é que são indispensáveis. quer saber por quê?

O QUE NOS FORNECEM OS HIDRATOS DE CARBONO?

Os hidratos de carbono constituem a nossa mais importante fonte de energia proveniente dos alimentos. Podem ser encontrados principalmente em alimentos de origem vegetal. Os cereais e seus derivados, como a massa ou o pão, os legumes, verduras, legumes ou frutas são os alimentos com o conteúdo mais elevado de hidratos de carbono.

Em um quadro de uma dieta equilibrada e de baixa caloria ou não, a energia proveniente dos hidratos de carbono deve situar-se entre 5e 55% das calorias totais, proveniente de gorduras deve representar de 30%, e a das proteínas, entre 15 e 20%, respectivamente. Em contrapartida, é muito popular a eliminação ou redução drástica dos hidratos de carbono na dieta de emagrecimento.

carboidratos

REMOVER OS HIDRATOS DE CARBONO DA DIETA É UM GRANDE ERRO

Quando se procura perder peso, deve-se fugir de dietas muito restritivas ou que diretamente suprimir algum grupo de alimentos. Seu corpo precisa de todos os nutrientes e cada grupo de alimentos fornece alguns nutrientes diferentes e específicos, e são todos igualmente necessários, que devem ser adaptados à sua situação.

Ao levar a cabo uma dieta com uma ingestão restrita em hidratos de carbono, pode-se conseguir uma rápida perda de peso. Esta diminuição de peso é indesejável, já que se produz em forma de músculo e não apenas de gordura, de fato, o percentual de gordura corporal tende a aumentar.

Além disso, o organismo também sofrerá problemas metabólicos. Uma vez que os hidratos de carbono são o principal combustível do corpo, quando não os encontra, procura o combustível em outros nutrientes. Desta forma, o organismo começa a utilizar as gorduras para obter energia e irá desencadear um estado de cetose, um distúrbio metabólico.

Em um estado prolongado de cetose ocorre também uma perda significativa de massa muscular. Isto dá lugar a uma diminuição do gasto metabólico, situação adversa, quando se busca o emagrecimento, uma vez que provoca o popular “efeito rebote”.

ESQUEÇA-SE DO EFEITO REBOTE COM O MÉTODO POR TROCAS

Não recuperar o peso perdido após uma dieta de emagrecimento é possível. Para evitar o efeito rebote, o ideal é seguir uma dieta saudável, variada e balanceada, como a Dieta Mediterrânea, em que não se exclua nenhum grupo de alimentos e sem deixar de lado o exercício físico. A dieta deve ser o mais variada possível, incluindo hidratos de carbono (massas, arroz, pão, legumes), proteínas (carne, peixe, ovos), laticínios, frutas, vegetais e gorduras (azeite de oliva).

O principal objetivo na hora de perder peso é não perder nem um grama de massa muscular para que o metabolismo não diminui. Você pode começar seguindo o Método por Trocas comerciais, com base na Dieta Mediterrânica, e Exercício Físico que, por sua vez, complementa-se com técnicas de motivação para atingir os objectivos seja muito mais fácil.

O Método através do Intercâmbio é um sistema flexível e adaptado às necessidades e estilo de vida de cada pessoa. Além de perder peso você vai conseguir uma mudança de hábitos mais saudáveis e aprenderá a comer de forma autónoma.