O Transplante de flora intestinal?

O Transplante de flora intestinal?

Além da possibilidade de diminuir os problemas intestinais, como a doença de Crohn e a inflamação do cólon, estas bactérias podem servir no tratamento da obesidade, Diabetes e diversos distúrbios metabólicos.

Cientistas do Instituto de Investigação do Hospital Vall d’Hebron de Barcelona, selecionaram-se as bactérias do primeiro trecho do cólon, porque são as que têm efeitos mais benéficos no organismo, e as transplantaram para outras ratos, pela primeira vez no mundo.

Neste transplante de flora intestinal, em torno de 27%, conseguiu estabelecer-se e continuar activas em até 3 meses depois.

A partir disso, é necessário seguir conhecendo as bactérias humanas para poder encontrar e inserção adequadas. “Neste campo, avança a passos largos e é possível que em breve apareçam as primeiras pesquisas em humanos”, disse o Doutor Francisco Guarner, responsável do grupo de Pesquisa em Fisiologia e Fisiopatologia Digestiva do Vall d’Hebron.

Se continuam os bons resultados, o transplante de flora pode se transformar em um grande tratamento com medicamentos para combater o Diabetes e outras doenças. Isto se deve a que a flora intestinal contém milhões de bactérias que produzem substâncias benéficas, como imuno-estimulantes, antitóxicos e antibióticos naturais, que impedem que corpos estranhos se alojem no sistema digestivo.

Os microrganismos também facilitam a assimilação dos nutrientes que aproveitamos dos alimentos, previnem infecções, principalmente vaginais e urinárias, e ajudam no controle do colesterol ruim.