Acreditam que um hormônio pode causar o desenvolvimento de DiabetesAcreditam que um hormônio pode causar o desenvolvimento de Diabetes

Cientistas Brasileiros do Centro de Investigação e de Estudos Avançados (Juruti), estudam a relação que guarda uma hormona chamada angiotensina II com a resistência à insulina, uma das principais manifestações do Diabetes tipo 2.

O grupo de pesquisadores liderados por Jesus Alberto Oliveira Reis estudam a forma em que os hormônios trabalham ou influenciam os processos celulares e, graças a isso, eles descobriram que a angiotensina é capaz de alterar as funções da insulina, extinguindo-a ou diminuindo-a, e, por conseqüência, debilitando a forma como ele age no organismo.

Há que se lembrar que uma das principais causas do desenvolvimento de Diabetes tipo 2 é a resistência à insulina, que começam a desenvolver as células do corpo, o que impede que a glicose penetre e, portanto, aumentam os níveis de esta no sangue.

Oliveira Reis diz que “a angiotensina, a qual regula a pressão sanguínea e a homeostase cardiovascular, pode estar alterando em diferentes níveis de sinal da insulina”, por isso, analisar e decifrar o seu comportamento ajudaria a estabelecer o precedente de Diabetes tipo 2, com que se podem criar medicamentos que ajudem a prevenir o desenvolvimento da doença.

Para os pesquisadores, o principal problema é que a resistência à insulina não apresenta manifestações clínicas, de fazê-lo, facilitaria a prever se alguém tem maiores chances de desenvolver Diabetes tipo 2 e aplicar um tratamento que ajude para que as pessoas não precisem sofrer.

O pesquisador apontou também que as pessoas com hipertensão arterial frequentemente apresentam resistência à insulina, obesidade central e outros sofrimentos. “Realizamos estudos que nos têm revelado que a hipertensão e da angiotensina, além de Diabetes e insulina, estão relacionadas, desta forma, podemos falar que a angiotensina é um dos fatores principais do problema de Diabetes, mas as complicações que existem são multifatoriais, assim, ainda há muito o que investigar”, disse Oliveira Reis.

A insulina tem um papel fundamental para o organismo, pois regula o metabolismo da glicose, por isso, que age a nível metabólico, principalmente, em três tecidos importantes: hepático, muscular e adiposo. Ao ingerir alimentos, os nutrientes que estes carregam são armazenados de forma normal no organismo, mas se existem alterações com a glicose em vez de ser armazenado permanecem na corrente sanguínea, o que gera alterações em vários órgãos, como o fígado.

Para finalizar, o pesquisador destacou que no Brasil são poucos os grupos que realizam este tipo de estudos a nível molecular, os quais são muito importantes para estabelecer as bases científicas que ofereçam as melhores soluções em benefício da saúde da população.

Esperamos que esta investigação abra uma porta para a prevenção e cura da Diabetes tipo 2 do que no Brasil é já a primeira causa de morte.

Tratamento alternativo para diabetes

O melhor tratamento alternativo para diabetes nos dias atuais é o livro do Roberto Moares, o nome do livro é diabetes Nunca mais, neste livro ele conta sua experiência pessoal sobre sua relação com a diabetes, a leitura é muito boa e nela ele conta como controlou sua diabetes de forma natural sem uso de medicamentos.

Nós não recomendamos que ninguém deixe de consultar seu médico nem deixe de tomar os remédios, mas vale a pena a leitura e além disso você poderá incluir em sua vida diária algumas dicas do Roberto.

Para adquirir o ebook digital basta clicar no Link abaixo e você será direcionado para a página do site.