adrenalina-ajuda-a-controlar-a-fome

A adrenalina ajuda a controlar a fome?

ALGUNS EFEITOS DA ADRENALINA

Quase todo mundo conhece essa sensação: “eu não tenho fome, estou muito nervoso!”.

Quando estamos nas arquibancadas do estádio do nosso time favorito e ele ou perde ou ganha, mas há muita tensão no terreno de jogo, nem remotamente, lembramo-nos de que temos fome.

Pois bem, essa “emoção” é determinada por um aumento da liberação de um neurotransmissor e hormônio conhecido como adrenalina.

Quando seus níveis aumentam motivados por reações de tensão, “antecipação”, ou emoções intensas, podemos sentir como desaparece a necessidade de comer de nosso corpo.

Entre os efeitos “colaterais” da adrenalina estão a parar a fome, e, além disso, promove a queima mais intensa de gordura (também quando fazemos exercício).

Então, vamos aprender como aumentar ligeiramente os níveis acompanhado de um hábito muito saudável é o exercício.

A ADRENALINA E A FOME

ADRENALINA E A FOMEQuando o nível de glicose no sangue baixa demais, o cérebro começa a sentir os efeitos da falta de energia (é o único fornecimento para ele), e envia sinais de fome.

Normalmente, isto acontece uma vez feita a digestão da refeição anterior, e passado um certo tempo, então todos os nutrientes que foram absorvidos e os níveis de glicose no sangue são reduzidos.

Mas quando se produz uma descarga de adrenalina, esta ocorre que o fígado converta rapidamente as suas reservas de glicogênio em glicose, para manter os níveis elevados no sangue, e para que esta se use imediatamente, fornecendo energia imediata para o corpo, ao mesmo tempo em que bloqueia os sinais de fome do cérebro.

Assim que conseguir uma descarga de adrenalina, digamos, por praticar alguma atividade física, fazer a subida dos níveis de açúcar no sangue, sem a necessidade de alimentos ou bebidas.

Agora você só tem que saber como acionar esses picos de adrenalina.

MAS ANTES VEJAMOS COMO A ADRENALINA AJUDA A QUEIMAR MAIS RAPIDAMENTE AS GORDURAS

Existem dois mecanismos pelos quais a adrenalina ajuda a queimar as gorduras:ADRENALINA-AJUDA-A-QUEIMAR-MAIS-RAPIDAMENTE-AS-GORDURAS

Em primeiro lugar, porque, ao inibir a ingestão de calorias, previne a formação de nova gordura.

Mas também, quando fazemos exercício, a adrenalina aumenta a queima de gordura, já que promove o funcionamento da enzima lipase, que decompõe e metaboliza o conteúdo lipídico (ou gordo) das células adiposas, e isso é alimentado quando fazemos exercício.

Assim que nós poderíamos estar usando esta vantagem metabólica para queimar mais gordura durante o exercício.

Como vemos, a ação de esta hormona tem a dupla vantagem de inibir a fome e aumentar a queima de gordura durante o exercício.

MAS COMO AUMENTAR SEUS NÍVEIS, SEM TER QUE RECORRER AO PÂNICO?

Apesar de parecer fácil, o de ter a adrenalina pelas nuvens (por exemplo, quando estamos muito entusiasmados com algo), não é tão fácil obtê-lo, pelo menos a níveis tão elevados.

Mas sim, podemos obter níveis aceitáveis apenas para fazer exercício.

Isto se deve a que o exercício estimula os nervos simpáticos, que são os principais estimulantes deste neurotransmissor.

Então, fazer exercícios leves, como caminhadas, mountain climber, ou algum outro exercício de baixa intensidade, pelo menos, um minuto, produz uma libertação suficiente de adrenalina, para diminuir a fome. Obviamente, quanto mais intenso for o exercício, maior descarga de adrenalina.

NÃO TENHA PRESSA: CUIDADO COM O EXCESSO DE ADRENALINA

CUIDADO COM O EXCESSO DE ADRENALINAAgora que pensávamos que tínhamos encontrado a panaceia para deixar de ter fome e não falhar com a nossa dieta…

Mas como tudo que é bom na vida, há que saber manter o limite justo, se não, poderíamos obter efeitos perigosos, pois o excesso de adrenalina tem uma série de consequências negativas sobre o nosso corpo.

A adrenalina é um neurotransmissor e hormônio cuja ocorrência é determinada por situações de estresse ou que demandem velocidade de reação para o nosso corpo.

No entanto, todos sabemos que estas situações, quando se prolongam, produzem estresse crônico, o que pode afetar a nossa saúde, física e emocional.

Por isso, a recomendação que fazemos para subir a adrenalina de uma forma moderada é praticar alguma atividade física, não procurem outras formas, já que o exercício tem a dupla vantagem de promover um aumento moderado da adrenalina, e, além disso, reduz os níveis de estresse acumulados.

De qualquer forma, não inclinemos exclusivamente a balança de nossa dieta sobre a adrenalina, este é apenas um remédio mais que podemos implementar com os outros, que estamos levando a cabo para a nossa dieta.

Com a vantagem de que com a fórmula que demos para incrementarla, simultaneamente beneficiaremos nossa saúde.